Nossos objetivos

A AEBP – Associação Escoteira Baden Powell terá como missão construir uma organização horizontal para dar ao escotismo brasileiro uma oportunidade liberal e democrática de viver. Não fará normas intrusivas e garantirá a liberdade e independência administrativa, financeira e escoteira das unidades locais associadas.

O objetivo é atingir pelo menos 3% dos jovens brasileiros em idade de 07 a 23 anos, com permanência média de 4 anos. Isso corresponde aos padrões mínimos mundialmente aceitos. Equivale a algo entre 2 a 3 milhões de jovens em atividade. Comparando com os 50 mil escoteiros (aí já computando jovens de ambos os sexos, adultos, dirigentes e outros) existentes atualmente, pode-se antever a grandiosidade do empreendimento.

No entender da AEBP apenas garantindo a livre participação, livre interpretação e prática dos ensinamentos de Baden Powell, esses objetivos serão alcançados. Sempre flexível nos programas e rígidos na exigência da prática da lei escoteira em toda e qualquer ocasião, acredita a AEBP que esses objetivos serão alcançados em 10 ou 15 anos. A atualização administrativa é imprescindível nesses tempos em que o produto do custo x benefício é importante índice de eficiência. Uma administração leve, barata, adaptável e sobretudo competente levará ao escotismo as práticas modernas do empresariado.

Não pode ser esquecido que na década de 1970 o Brasil chegou a ter quase 100 mil escoteiros inscritos. E com uma população de 90 milhões. E naquele tempo eram apenas rapazes. Hoje, no século XXI temos algo como 35 mil membros pagantes juntando-se aí rapazes e moças. Além do corpo diretivo com algo em torno de 25% do efetivo. O Brasil tem hoje 200 milhões de habitantes. Houve um retrocesso.